h1

Quantos livros de poesia comprei este ano?

7 de Agosto de 2009

Perguntou João Luís Barreto Guimarães. Enumeremo-los:

As Flores do Mal, Charles Baudelaire, Relógio D’Água;
Livro de Receitas, Luís Adriano Carlos, Campo das Letras;
Um Beijo que Tivesse um Blue, Ana Cristina César, Quasi;
Manual de Prestidigitação, Mário Cesariny, Assírio & Alvim;
*Arrastar Tinta, Nuno Barros / Pedro Eiras, Deriva;
Juros de Demora, Manuel de Freitas, Assírio & Alvim;
Ofício Cantante, Herberto Helder, Assírio & Alvim;
A Luz nos Pulmões, Jorge Melícias, Quasi;
O Dom Circunscrito, Jorge Melícias, Quasi;
Incubus, Jorge Melícias / Antoine Pimentel, Quasi;
Relâmpago nº23, AAVV, Fundação Luís Miguel Nava;
*Teoria dos Conjuntos, Jorge Reis-Sá, A Casa dos ceifeiros.

É possível que me estejam a falhar alguns, mas não muitos mais. Certo, a Relâmpago não é um livro mas uma revista de poesia; ainda assim conto-a. Ainda de referir que esta lista não diz respeito exactamente a meio ano: a questão é que, por razões evidentemente económicas, a certa altura, deixei de conseguir comprar tanto quanto gostaria. A maior parte destes livros foi, portanto, comprada no primeiro trimestre do ano.

*Os livros assinalados com este asterisco não foram comprados mas gentilmente oferecidos pelos respectivos autores a quem, mais uma vez, aproveito para agradecer.

Anúncios

5 comentários

  1. […] o exemplo do Livros [s]em Critério, também responderei à pergunta feita no Poesia & Lda., blog que eu não conhecia e que agora […]


  2. Uma boa selecção, sim senhor.


  3. Este ano as minhas compras na Feira do Livro da Póvoa de Varzim também vão recair na poesia. A dúvida é: autores portugueses ou brasileiros?
    Recomenda-me algum autor em particular?

    Boas leituras


  4. Bruno, obrigado, mas, com os recursos, seria uma selecção mais completa.

    Isabel, depende bastante de que tipo de autores estás à procura. Eu estou mais por dentro da poesia contemporânea. Portugueses é-me difícil nomear apenas alguns. Sem dúvida valter hugo mãe, Daniel Faria, Rui Lage. Mas podiam ser outros, muitos outros, e muitos mais. Se quiseres brasileiros, é urgente descobrires Ana Cristina César (não propriamente contemporânea) e Eucanãa Ferraz. Se quiseres autores mais consagrados, tens todo o catálogo da Assírio à escolha; não há por onde enganar. Do mesmo modo, para apostas seguras em autores jovens, o catálogo da Quasi. Ainda há que lembrar a Cosmorama que acabou de editar uma recolha de poemas do Jorge Melícias. Não deves passar ao lado do Manuel de Freitas também, mas os livros dele estão espalhados por várias editoras e edições de autor.
    Espero ter ajudado, qualquer coisa estou por aqui.

    Abraços,

    tsg.


  5. Muito obrigada pelas sugestões Tiago. Logo que tenha algumas finanças disponíveis irei coloca-las em prática na Feira do Livro da Póvoa.

    Boas leituras



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: